As melhores extensões do Google Chrome
28 Janeiro, 2019
Porque deve passar de Alojamento Partilhado para Servidor Cloud
4 Fevereiro, 2019
Mostrar tudo

SEO: Guia para iniciantes

O SEO é algo vital nos dias de hoje para quem quer ter sucesso na internet. Apesar da sua extrema relevância e da utilidade para todas as páginas que se encontram no mundo web, para muitos continua ainda a ser um bicho de 7 cabeças e há ainda não saiba sequer o seu significado.

Neste artigo vamos explicar o que significa afinal esta sigla de 3 letras e esclarecer qual é a sua relação com termos como “Palavras-Chave” e “Otimização”.

O que significa SEO?

SEO vem do termo inglês “Search Engine Optimization”, que traduzido para português significa “Otimização do Mecanismo de Procura”. Ora, de forma simples, esta técnica é responsável por melhorar o conteúdo de uma página na web de modo a que se torne mais fácil de ser encontrada pelos motores de busca – como o Google, por exemplo.

Quem aplica técnicas de SEO está, na prática, a colocar nos locais certos as palavras-chave sobre o tema de que se trata o website, aumentando assim a classificação destes nos motores de pesquisa.

Mas não é só de palavras-chave que se faz um bom SEO. A velocidade do servidor em que o site está alojado, o tamanho das imagens inseridas e a própria segurança do website são todos parâmetros que melhoram, ou baixam, a classificação de uma página.

Mas o que são “Palavras-Chave?”

Num contexto web e de SEO, “palavras-chave” são palavras que aos olhos de ferramentas como o Google, descrevem e resumem uma página web. Dito de outra forma, são as expressões que um internauta pesquisa quando quer encontrar algo através dos motores de busca.

Apesar de parecer algo fácil de identificar, um SEO é bem executado quando é estudado previamente de forma exaustiva o conteúdo de um website e quais as “palavras-chave” que melhor o definem. Não é algo que possa ser feito apenas com um pensamento rápido e de forma aleatória.

Critérios para um bom SEO

Como já referido, não é só com “palavras-chave” que um bom SEO é aplicado.

A forma como uma imagem é inserida, por exemplo, tem grande relevância para aquilo que o Google vai achar de um website. O formato em que está gravada – que deve ser em JPEG sempre que possível – o seu tamanho e a descrição com que é inserida são todos parâmetros que o motor de busca avalia.

Também a velocidade com que se consegue aceder à página conta para a sua classificação. Seja numa navegação em browser de computador ou num dispositivo móvel, o SEO vai ter a sua velocidade em bastante conta para a classificação de uma página, sendo um dos critérios mais importante.

Falando em dispositivos móveis, este é outro dos critérios a que um motor de busca dá grande relevância nos dias de hoje. Um website que não seja responsivo e não esteja otimizado para telemóveis ou tablets vê a sua classificação de SEO decrescer bastante.

Optar por criar conteúdos que as pessoas vão sentir-se motivadas a partilhar é também uma excelente forma de trabalhar o SEO de uma página. Daí a cada vez maior importância de blogues com conteúdo relevante para o internauta, por exemplo. Estas partilhas e publicação das páginas de um website noutros locais da internet vai informar os motores de busca de que o site é de qualidade. Por fim, é importante que a página esteja protegida com os certificados corretos, de modo a evitar que seja atacada por piratas informáticos ou outras formas de males informáticos, pondo em risco a segurança do utilizador. O Google, por exemplo, abomina este tipo de problemas nos websites que cataloga, classificando-os, inclusivamente, como inseguros.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *